segunda-feira, 8 de dezembro de 2008

'My eyes are blind but I can see'

videoTodos os dias eu penso em coisas que não devia pensar, como por exemplo, se compreender é se sujeitar, não querer ter certeza de certas coisas, ser covarde, e se submeter a certas situações, ser hipócrita.

São coisas que vão e voltam na minha linha de pensamento, e toda hora eu tenho uma resposta diferente e nada conclusiva sobre tais assuntos. Mas pelo menos eu me conformei de que ninguém é do jeito que gostaríamos que fosse. Se mudar os outros fosse essencial pra alguma coisa continuar dando certo, eu com certeza estaria muito acabada.

Por dois motivos: o primeiro é que eu não conseguiria gostar de ninguém de verdade, e o segundo é que ninguém gostaria de mim também. Tenho dificuldades em aceitar que as coisas sejam tão cheias de falsidade. Cada um admira alguém por um motivo, não concordo que mudem ou que eu mude pra fingir que tudo está bem. Isso não é gostar das pessoas, é gostar de alguém que você inventou.

O que eu tenho certeza é de que tenho que me livrar de muita coisa pra chegar pelo menos um pouco mais perto de me sentir segura, já que hoje em dia, é muito fácil acabar com o meu dia, graças a uma palavra mal colocada. Isso destrói qualquer possibilidade de alguém se sentir bem do meu lado, não é nada agradável. É, eu vou ter que começar do zero de novo.