quarta-feira, 27 de maio de 2009

O eu e o mundo




















Eu tenho medo de perder as coisas das quais me orgulho...
Alguns dos meus gostos, que eu não divido com todos os meus amigos,
A música que eu admiro,
Os livros que mexem comigo, os espíritos com quem eu sonho.

O tempo vai avançando
Parece que está levando a minha vontade de lutar,
O grito intalado na minha garganta
Aquela estória que eu tinha de adivinhar as coisas
Aquele sonho que eu tinha de revolucionar e intrigar as pessoas

Será que eu estou sendo vencida pela cansaço?
(No caso, pela rotina, pelo salário mínimo, pelos horários)
Será que eu estou sentada incondicionalmente em cima da minha coragem?

Eu to olhando pro mundo. Mas ele não está olhando de volta pra mim.
Estou presa dentro de uma casa de espelhos. E cada um deles me mostra numa hora determinada no meu dia.
Hoje estou preguiçosa, meio saudosista.
Eu to com medo. Queria que tivesse alguém aqui pra me dizer que to fazendo alguma coisa a mais do que todas essas pessoas monótonas que vivem comigo.

Parece que deitar chama mais o cansaço.
Eu estou pensando em círculos.
Mais um sonho estranho fez rodar minha cabeça.
O que será que eu tenho que buscar?
Eram todos jovens, revolucionários, e me faziam pensar que eu estava estagnado.

O que será que eu estou esperando que aconteça?

Um comentário:

Maicon disse...

Após um dia intenso de trabalho ainda resta inspiração! Saudade de você. Você ainda tem meu e-mail? Já que desencantou do orkut, se comunique através do e-mail. Não seja tão ausente, Jhady!

Te Sinto!

Jack