segunda-feira, 31 de agosto de 2009

Ser forte

E eu que pensava que com o tempo deixaria de ser chorona, vi que isso, para mim, é algo
humanamente impossível. Apesar dos pesares, eu tenho que reconhecer que meu choro existe para me impulsionar. Meu choro não é só de frustração. É raiva indo embora, e quando chega a noite, eu já tenho coragem para me levantar.

Essa não foi a primeira rasteira que eu levei. Talvez a que me deixou mais cicatrizes, mas que nem de longe me deu vontade de ficar deitada.

Eu me levanto em nome do meu orgulho, das poucas pessoas que acreditam em mim, me levanto em nome do meu sonho.

Eu posso chorar muito, mas isso não quer dizer que eu seja fraca. Choro tudo em um dia só. E amanhã, meu sorriso vai estar aberto de novo para desafiar os que tentaram me derrubar. Não precisa ser muito esperto pra saber até onde isso vai durar. Pode vir com a força que você quiser. Você não é nada. Eu não tenho medo de você.

2 comentários:

Lola disse...

Ey pessoinha...

Cm vai vc??

Saudads... Não tenho recebido mais noticias suas.!
Cm vão as coisas??

Bjinhos e td bom.!

:*

samuel disse...

O Choro...
é uma descarga de todas as emoções... boas ou ruins...
e quando tiver essas ruins...
procure alguém pois chorar sozinha doi muito mais que chorar junto com um amigo!