domingo, 16 de maio de 2010

Deixe ser amado

















Existem pessoas que são muito fáceis de se amar.
E o amor deixa a gente tão egoísta!
Aí de repente o amor encontra duas pessoas, e uma delas, tão fácil de se amar, tão irresistível de se amar, acaba sendo extremamente adorada.

Mas é engraçado, porque esse ser tem um sentimento modesto por si mesmo, e não consegue perceber o por que de tanta adoração, de tanta devoção e sentimento.
E é um ser confuso, se sente incompleto, e acha que não é digno e não responde certas expectativas: anula os próprios planos, destrói os sonhos antes de contruí-los, se imagina morrendo sozinho...

E é dolorido, mas a praticidade da vida o faz esquecer de que está sendo amado, e que ele também ama alguém, sem sentir por este alguém tanta intensidade. Quer ir embora, porque não consegue se ver, no futuro, de mãos dadas com tanto sentimento!

Não pense, meu ser adorado, se existe ou não um fim sozinho, se é ou não um bom sentimento.

Eu lhe digo que dói e é egoísta
Morre de ódio e de saudade
Quer bem e quer o remorso
Um desejo que arde e deseja a escuridão

Já fiz o que devia. Agora deixe...

Deixe ser amado.

2 comentários:

Alan David disse...

Ardente.

Alan David disse...

No, my dear, i'm not. But, sincerely, i guess i'm always in love by all the women. =)