segunda-feira, 22 de dezembro de 2008

Hoje.



Hoje mais do que nunca eu consigo perceber que tudo na vida das pessoas vem como uma receita, algo pronto e eficaz para que tudo o mais dê certo. Para mim, isso não passa de uma babaquice, já que quando se aceita certas ponderações e idéias, se deixa de pensar, de instituir uma opinião própria, atitude de gente burra que precisa colocar a culpa de tudo nos outros. Coisa de gente medíocre aceitar isso, 'pensar' desse jeito, fazer as coisas esperando que aconteça como aconteceu com 'fulano'.

E esse tipo de atitude, mais tarde, vira arrependimento, e o que eu vejo é todo mundo jogando a culpa em todo mundo, porque algo não deu certo. Se você construiu para si um mundo que não existe, não me obrigue a entrar dentro dele. Eu não preciso ser a pessoa que você criou para o seu roteiro, uma pessoa que te decepcionou porque você não viu como ela era de verdade.

E todas as relações começam assim. O afeto procura a qualidade inexistente para se apegar, e tudo se torna difícil, mecânico, superficial. Não existe mais a pessoa que está por livre e espontânea vontade convivendo com você. Existe quem é conveniente, quem combina com o ambiente a que a sua própria pessoa se obriga a combinar também.

E tudo acaba terminando mais rápido, amigos ditos eternos e inseparáveis se esquecem num piscar de olhos. E pior do que essa frieza, essa facilidade, é a comodidade em que se aceita a situação. A separação se torna algo normal, corriqueiro, já que 'aconteceu isso com fulano também'. Chega disso não é?!

Lógico que é bom ser virtuoso, admirar e tomar BOAS pessoas como exemplos, mas não é preciso deixar de se ter opinião, vontade própria, coragem para se fazer as PRÓPRIAS escolhas. All right! Boa noite. ^^

2 comentários:

Indutor disse...

Amiga faz tempo q vc ñ atualiza seu blog né?

Saudades de vc =/

Ano Novo chegando e eu desejo tudo de bom pra ti!!

s2

Marília

Indutor disse...

Carai a lia tah me hackeando pra mandar recado xD

bjuuuss pra tu nega ^^